Viajar por Mochileiro Selvagem

Viajar é descobrir culturas, é abrir a mente para entender o proximo, é encontrar as respostas para as perguntas que surgem dentro de cada um de nos. É ver que nao existe verdade absoluta, porque tudo é relativo diante a imensidao do universo. É ver que independente da religiao de cada um, Deus esta ali e se manifesta atraves das coisas mais simples do dia a dia,.É ver que as ideologias nao passam de pequenas formas de pensar, que fecham a nossas mentes com pensamentos pequenos que julgamos ser o correto, tornando-nos egoistas e inimigos de nos mesmos. Viajar e encontrar com voce mesmo, aquele no mais profundo e que esta conectado com todos os outros. Ainda me sinto no caminho de Santiago, mas agora ja nao sigo as setas, mas sim o caminho que indica o meu coracao .



As Pirâmides do Egito

Translate

Somente até 21/12, Lançamento da Obra UFO na Chapada

Quando me alistei na Legiao Estrangeira Francesa !

Ja faz algum tempo, que eu venho querendo escrever sobre a minha ida a Legiao Estrangeira Francesa, e devido a um brasileiro ter surtado dentro de suas fileiras na Africa, e ter matado 4 pessoas, entre elas 3 militares e 1 civil, achei que essa era a melhor ocasiao.

Nao é segredo para ninguem que sou ex-militar, estive nas forças armadas brasileiras, servindo nas fileiras do Exercito, o gosto pela açao e aventura sempre me acompanharam desde pequeno, onde eu fazia jornadas e acampava com os escoteiros. Quando eu completei 18 anos, vi que havia uma porta aberta para mim, eu precisava me alistar nas forças armadas, depois de fazer varios testes, e responder diversas entrevistas de aptidao, no ultimo dia me perguntaram: Voce deseja servir as forças armadas do seu pais ? Eu sabia que essa pergunta era irrelevante, afinal eles podem ficar com quem eles querem, independente da minha vontade ou nao, mas mesmo assim eu precisava responder essa pergunta. Na epoca eu estava cursando um curso tecnico e buscando trabalho como qualquer jovem que deseja ser independente e sair de casa, se eu entrasse para o exercito, so conseguiria dar atençao a vida militar, e teria que esquecer o resto. Mais tarde eu fui perceber que a minha vida era assim, as vezes era preciso jogar tudo para cima, para poder recomeçar um novo ciclo. Pensei no meu pai, ele sempre havia sido contra o exercito, apesar de tambem ter tido a oportunidade de servir, pensei na minha mae, ela me apoiava no curso tecnico que fazia, mas tambem pensei que nao poderia me esquecer de mim, aquele era o momento de realizar um sonho, era so uma questao de olhar para o profundo do meu ser, e ver o que realmente me fazia feliz naquele momento, eu olhei para o sargento ao qual me questionou e respondi: Sim senhor ! Eu quero ser um soldado do Exercito Brasileiro !
Naquele momento o sargento me olhou e disse: Muito bom, acho que começamos bem, mesmo que voce respondesse nao, eu ja havia escolhido voce para estar entre nos, seja bem vindo ao inferno soldado !
Os treinamentos eram dificeis, constante pressao fisica e psicologica, mas eu sentia amor pelo que eu fazia, eu me honrava da minha funçao, era um soldado da infantaria, depois de um tempo, eu consegui me destacar entre os demais, e fui escolhido para fazer parte da tropa de elite, no dia da eleiçao, eu era o homem mais feliz do mundo, eu havia provado que podia ser bom naquilo que eu amava fazer, a minha familia estava feliz por mim, talvez eu nao fosse o que eles gostariam que eu fosse, mas como soldado eu nao era tao ruim, pelo contrario, fiz o meu melhor e fui reconhecido. Me lembro que meus pes estavam na carne viva, o coturno havia destruido a minha pele apos alguns treinamentos, e esse foi um grande obstaculo, mas eu ja nao sentia dor, eu ja nao sentia cansaço, eu ja nao era humano, eu era um soldado, eu amava o que fazia e queria ser o melhor.
Com o tempo, eu vi que tinha outros sonhos, era hora de mais uma vez jogar tudo para cima e recomeçar um novo ciclo, aproveitei o final do tempo obrigatorio para sair e passei a ser reservista, apos isso, passei um tempo na Chapada Diamantina, onde passei a namorar, deixei o cabelo crescer, desfrutava de uma liberdade que nao tinha ate entao, depois decidi entrar para a Legiao Estrangeira Francesa, e la estava eu, pegando um aviao para a França, apos um processo burocratico pessoal rsrsrs.
Estava em Aubagne, onde se fazem os testes para entrar para a legiao, no dia nao colocaram os testes traduzidos para o idioma de origem de cada um, eu nao falava frances e fui reprovado. Fiquei pouco mais de um mes na França e fui para a Inglaterra, eu havia que esperar 18 meses para poder refazer os testes da legiao, acontece que a Inglaterra estava com problemas graves de imigraçao, e devido eu estar com muitos documentos que apresentei na legiao, os ingleses desconfiaram, e me repatriaram, em outras palavras, me mandaram de volta ao Brasil, diferente de ser deportado, que acontece quando voce é pego dentro do pais, no meu caso eu nao pude entrar, e se chama repatriaçao.
Voltei ao Brasil, comecei novamente a namorar, mas dessa vez em Sao Paulo, trabalhava como segurança devido a experiencia militar, e treinava para os testes da legiao, como o teste fisico por exemplo e etc. Depois de 18 meses eu estava na França novamente, apos ter deixado mae e namorada chorando no aeroporto de Guarulhos rsrsrs que sofrimento gosto nem de lembrar rsrsrs.
Antes de me alistar na legiao, fui fazer o famoso caminho de Santiago de Compostela, comecei de Lourdes na França, atravessei os pirineos, aonde estive perdido por 2 dias sem comer, e segui ate pamplona, onde fiz amizades, e acabei parando o meu caminho ali, para seguir depois, eu so pensava na legiao estrangeira, e os dois dias que passei nos pirineos perdido, foi o suficiente para pensar, e eu precisava me alistar para obter a resposta das minhas perguntas , passei novamente a treinar em Pamplona para os testes.
Havia chegado uma semana antes do dia que eu precisava estar na legiao, tive conhecimento que as linhas de trem estavam todas paradas na França, devido a uma greve, me lembro que para chegar ate o quartel da legiao, eu tive que pegar 4 caronas nas estradas francesas, estava tudo um caos.
Quando cheguei na legiao, recomecei a fazer os testes, e para minha felicidade, eu passei no teste que havia reprovado antes, as portas estavam quase praticamente abertas para mim, apenas faltava a entrevista, quando derrepente no setimo dia que eu estava na legiao, comecei a ter a resposta que tanto queria para minhas perguntas, mas me vinham outras questoes como : O que eu estou fazendo aqui dentro ? Pensei nos motivos que me haviam levado a chegar ate la, eu gostava de aventura, açao e adrenalina, tinha aptidao para lidar com armamentos e facilidade com treinamentos militares, mas tudo isso foi embora quando eu me perguntei: O que eu estou fazendo aqui, sendo candidato a lutar por uma causa que nao é minha ? A questao é que no Brasil, eu me orgulhava da minha funçao, eu sabia o porque empunhava um fuzil, eu sabia o motivo da minha causa e vida, e sabia tambem qual seria o motivo da minha morte em uma eventual guerra. Mas isso na França perdeu o sentido, eu ja nao ia lutar com o coraçao, e o que me fez ser um dos melhores soldados, e entrar para a tropa de elite, foi o fato de eu fazer tudo com o coraçao, por mais que a missao de um soldado nao seja nobre perante as leis divinas, é preciso lutar com o coraçao, mesmo um soldado quando esta no campo de batalha, sente amor, amor pelo que ele faz, amor por sua farda, amor pelo seu companheiro, amor pelos seus familiares e amigos que o estao aguardando, eu nao conseguiria lutar sem amor, motivo ou razao. Olhei para dentro de mim mesmo e disse: Eu nao vou me orgulhar da minha funçao, essa guerra nao é minha, se aqui dentro existe adrenalina e açao, la fora pode existir muito mais, é uma questao de tomar o meu caminho, deixei a legiao enquanto havia tempo, e aos poucos me tornei no que sou hoje.

Deixo aqui uma frase que costumavamos utilizar no exercito:

Para os homens normais, atribuimos tarefas simples,
mas para soldados da Infantaria, atribuimos operaçoes na selva !
Identificaçao: Soldado 1410 Hélio 3 pelotao - Infantaria
Que a paz esteja com voce !
Mochileiro Selvagem
O mundo sem fronteiras !

Penulis : Mochileiro Selvagem ~ Sebuah blog yang menyediakan berbagai macam informasi

Artikel Quando me alistei na Legiao Estrangeira Francesa ! ini dipublish oleh Mochileiro Selvagem pada hari miércoles, 15 de abril de 2009. Semoga artikel ini dapat bermanfaat.Terimakasih atas kunjungan Anda silahkan tinggalkan komentar.sudah ada 33 komentar: di postingan Quando me alistei na Legiao Estrangeira Francesa !
 

33 comentarios:

Anónimo dijo... | 15 de abril de 2009, 12:42

Em cada matéria que vc. escreve eu me sinto mais orgulhosa...parabens
Mochileiro Selvagem, seu mundo é sem fronteiras mesmo...

Te amo

Mamuska

Fuzzileiro dijo... | 15 de abril de 2009, 14:59

Salve Mochileiro "Infante" Selvagem!

É isso aí! Enquanto existir uma causa para ser defendida, o Soldado continuará sendo um Guerreiro!

"Há tantos caminhos, tantas portas... ...Mas somente um tem coração!" Raul Seixas

[]'s

Fuzzileiro
Pelopes - Cavalaria

Mochileiro Selvagem dijo... | 15 de abril de 2009, 18:46

Mamuska

Obrigado, fico feliz por isso, espero poder levar a todos um mundo sem fronteiras tambem...
bjos

Luz e Paz !

Mochileiro Selvagem

O mundo sem fronteiras !

Mochileiro Selvagem dijo... | 15 de abril de 2009, 19:07

Fuzzileiro

Gostei do Mochileiro Infante Selvagem kkk Voce disse tudo em relaçao ao guerreiro, so o caminho com coraçao é o verdadeiro...

Abraço Guerreiro

Mochileiro Selvagem

O mundo sem fronteiras !

Anónimo dijo... | 16 de abril de 2009, 0:24

Votre blog est trés bien :D
Bonne chance

Mochileiro Selvagem dijo... | 17 de abril de 2009, 6:19

Anonimo

Je crois que tu es francais,jetais
en France avont, et cetait tres bien les francais anssi, Bien Venu dans mon blog.

Mochileiro Selvagem

O mundo sem fronteiras !

Tatyana França dijo... | 17 de abril de 2009, 8:53

aew, mochileiro! comecei a acompanhar seu blog ontem, quando o descobri através do orkut. cara, além de admirar sua coragem, gostei da forma como escreve e as fotos... pow, adorei!!

suerte!
e viva a estrada! ;)

:*

Mochileiro Selvagem dijo... | 17 de abril de 2009, 9:44

Tatyana França

Seja muito bem vinda amiga ! Vi que voce passou a acompanhar meu blog e fiquei muito feliz, realmente eu gosto de escrever e busco fazer as fotos com o coraçao.
Obrigado pelo apoio; espero te ver sempre por aqui...

Luz e Paz !

Sim amiga; viva a estrada !

Mochileiro Selvagem

O mundo sem fronteiras !

Gabriel dijo... | 19 de abril de 2009, 0:13

Kra eu vi a sua historia sobre a legiao estrageira francesa, tipo eu estou muito interesado a entra na legiao, mas nao tenho nenhuma informaçao como que é dentro da legiao, e outra o que eu queria saber qual é a epoca do ano de ingresso na legiao?
poderia me mandar um e-mail falando que epoca é?
gabrielbarrosaguiar@hotmail.com
se nao for muito incomodo para vc.

Mochileiro Selvagem dijo... | 20 de abril de 2009, 6:36

Gabriel

Voce pode se alistar em qualquer epoca do ano, nao existe data certa, qualquer data serve. O que mais voce gostaria de saber sobre a legiao, ja foi no site oficial ? La tem muitas informaçoes. Sorte !!!

Luz e Paz !

Mochileiro Selvagem

O mundo sem fronteiras !

Anónimo dijo... | 24 de septiembre de 2009, 10:23

Cara, legal sua experiencia, mas aproveito para perguntar, ja que você tem bem mais experiencias que outro qualquer, se o cara conseguir ingressar ele não pode mais voltar para sua casa dentro dos 5 anos incicias conforme o contrato inicial que vai ser assinado para poder ingressar, você chegou a ver este item, por exemplo, quem tem familia(esposa e filhos), será como fica isso, cara fica longe deles?
Desculpe a pergunta, mas tenho um interesse em ingrassar, mas esse tipo de informação não encontrei no site da Legião Estrangeira.
Se essa pergunta incomo, vou entender cara, Obrigado e sucesso a você!

allan dijo... | 28 de septiembre de 2009, 14:28

Meu nome é Alla, servi na arma Infantaria do Brasil!
Tenho o mesmo sonho que você guerriro, vou para legião para luta lepa Paz mundial.
Meus para béns guerreiro de infantaria, só me fez ser mais forte.

Mirandela, a Saga Continua! dijo... | 21 de noviembre de 2009, 15:29
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
ROSA MARIA C. COSTA dijo... | 18 de enero de 2010, 13:02

Caro Mochileiro Selvagem, sou mãe de um jovem de 26 anos, filho unico, que expressou o desejo, muito claro, de alistar-se na Legião estrangeira na França. Creio que a percepção dele da Legião seja de ajuda humanitária, de trabalho pela paz e não pela guerra. Seria possivel voce dar maiores informações sobre a realidade do serviço na legião? preciso ter mais informações para passar a ele..e também, para me ajudar como mãe.meu endereço para resposta rosamaria61@hotmail.com

Anónimo dijo... | 22 de enero de 2010, 11:17

podes retirar meu comentário de sua pagina?...estou recebendo pedidos de adesão no msn que não me interessam. Foi bobagem deixar endereço no seu blogger..leitores estão copiando.. fico-lhe grata se o retirar. dsculpe o incomodo

Anónimo dijo... | 23 de enero de 2010, 13:29

cara vc me emocionou com seu depoimento, por alguns instantes lendo o que você escreveu vi que não foi só eu que amei muito ter passado pelas fileiras do Exército Brasileiro, ao qual passei 9 meses e se não fosse por motivo de força maior estaria lá até hoje.
também fui soldado de infantaria do 57 Btl 2ª Cia de Fz 1 Pel

Anónimo dijo... | 22 de febrero de 2010, 15:03

É uma pena que ainda tem gente que não consegue entrar na Legião e fica arrumando um monte de blábláblá romântico pra se tentar minimizar suas frustrações! fui PQD do REP e nunca deixei de ser brasileiro de coração e amar o meu país, assim como a maioria dos que estão por lá! Só digo uma coisa: pra entrar na Legião tem que ter sangue no olho e se tornar paraquedista, hum, não é pra muitos! Espero que vc consiga dormir com suas frustrações! Sou PRF hj no Brasil,mas começaria tudo de novo na Velha Patria Nostra!

Anónimo dijo... | 4 de marzo de 2010, 9:52

Nao aguentou a pressao na legiao ne, é amamaezado isso q da.

CARVALHO dijo... | 31 de marzo de 2010, 17:30

RETORNE PRA LA....
DO CAVALO AO AVIÃO..CAVALARIA FURACÃO.

Anónimo dijo... | 8 de abril de 2010, 11:07

PELO AMOR DE DEUS, VOCES SOLDADOS DO EXERCITO BRASILEIRO NÃO ME VENHAM FALAR DA RAZÃO AO QUAL VCS EMPUNHAM UM FUZIL, E PELO QUE LUTAM, PELO COMPANHEIRO E BLA BLA BLA,VCS NA FAZEM IDEIA OQ EH UMA GUERRA, A ULTIMA VEZ Q O BRASIL DEU UM TIRO DE GUERRA FOI A MAIS DE 60 ANOS ATRAS...
PELO AMOR DE DEUS!!!!
YAAKOV ARAZI, EX-SOLDADO DO EXERCITO ISRAELENSE (SAYERET DUVDEVAM).

Pol dijo... | 24 de abril de 2010, 18:41

bom dia irmao!!! eu qvou me alistar para a legiao estrangeira, pretendo fazer a prova daqui a 2 anos. Queria uma informação tua que não estou conseguindo em lugar algum: quais são os testes exigidos na parte física da legião??? eu fui no site da legião em portugues mas me disseram que aquilo que lá está, é apenas uma parte dos testes. Obrigado

demolaydiver@gmail.com - poderia me responder pelo mail? obrigado mais uma vez

Anónimo dijo... | 15 de mayo de 2010, 20:51

MAIOR CARA DE VIADO PÔ!!!

E Ainda diz que bla,bla,bla legião uuauauauuuuauau. Não passaste nem na entrevista do BSLE... desculpa tchê! mas nunca estiveste na Legião.
Primeiro de tudo não existe teste de francês antes do final do curso básico em CastelNaudary e este não é eliminatório seu babaca!
Nem mencionaste a marcha kepi... a marcha red... e já que falastes nos Pirineus, faltou algo não acha?
Depois... como conseguistes sair se o contrato inicial "obrigatório" é de 5 anos? Desertaste né? Só pode!! e esqueceste de mencionar isto? Esta prova cabal de falta de honra?
E quanto a honra e fidelidade? Esqueceste?
Bah! Que otário, e pior são estes outros paga pau que não percebem a farsa que és...
E tua matricula? cade?

Aqui um veradeiro ex - legionário
que adoraria destruir o teu mundo na base da porrada... pra deixares de ser um merda!


Sergent, da Cruz, andre
MLE: 186598
2eme REP > Nageur de Reconnaiscence.

Fui!!! Seu comédia!

Anónimo dijo... | 15 de mayo de 2010, 20:55

TAH Mais pra MOCHILEIRO VIADO HEHEHE!

Anónimo dijo... | 15 de mayo de 2010, 21:00

Que merda de REPATRIAÇÃO LOUCA É ISSO SEU BURRO!!!

Repatriação se dá, quando o legion
ario em terreno hostil e enviado de volta a frança por motivos disciplinares... usaste a palavra de forma errada... pare de ler os blogs dos outros e ficar lendo sobre a legiam em outros posts...
fizeste uma SALADA!!!

HAHAHAHAHAHA HEHEHEHEHE HIHHIHIHIH TU FOSTE LEGIONÁRIO? A FRANÇA TÁ MATANDO CACHORRO A GRITO ENTÃO AUUAUAUAUA UAUAUAUAU UAUAUA HAHAHAHAHAHAHAH HAHAHAHAHAH HAHAHAH HIHIHIHHIHIH HHHHIHIHIHIHIH, MAS TENHO CERTEZA DE QUE TODO ESTE PAPO DÁ PRA COMER MUITA GATA BURRA!
HAHAHAHAHAHAHAHAH! HIHIHHIHIHI! LEGIONARIO COM CARA DE FRESCO E AINDA DE PERFIL.
UI,UI,UI!

VA CAGAR!

Alfredo dijo... | 18 de mayo de 2010, 21:25

VC ABANDONOU A LEGIO PQ É UM COVARDE DE MERDA, CHEGOU LÁ E FICOU SE BORRANDO , SEU LIXO NÃO ESCREVA MAIS SOBRE A LEGIO.

Reconnaiscence- GR44 dijo... | 25 de mayo de 2010, 17:57

Grande aventura essa... mas pk te inscreveste na legião estrangeira? se antes de passares 15 semanitas de férias que para eles é a doer tens que aguardar e fazer todo o tipo de limpezas pinturas e tudo o mais por lá que treta do caralho... antes disso fui militar em Portugal e durante esse tempo fui seleccionado para ir fazer um curso aí no Brasil na amazônia só posso dizer é " COS Categoria “B” com a duração de apenas 10 semanas e fodasse em 15 anos de vida militar (5 em Portugal e 10 no estrangeiro) nunca passei por tanta dificuldade... acho que 80 a 90 por cento dos chamados legionários fizessem esse curso desistiam nas primeiras 2 semanas... garantido 100%...

Anónimo dijo... | 8 de octubre de 2010, 11:12

voce é um maldito desertor,coloca um endereço para nos batermos um papinho.tu c'est un excrément.

palladinno dijo... | 25 de febrero de 2011, 12:50

Sergent, da Cruz, andre
MLE: 186598
2eme REP > Nageur de Reconnaiscence.

acredito que vc realmente foi um legionário...

eu sinto que nasci para vida militar... e queria fazer parte de algo grande como a legião francesa.

sou de recife-PE, tenho otimas condiçoes fisicas, até pq sou atleta.

naõ sei exatamente aonde mim alistar para legiao.

qualquer coisa mim manda um e-mail

palladinno_@hotmail.com

abraços!!!

Samuel dijo... | 16 de marzo de 2011, 18:28

Viva,
Sou Português, residente em Portugal e quero ir para a legião estrangeira francesa.
Sera que me podes dar indicaçoes, relativamente a onde ficar, etc? verifiquei que o processo de admissao leva alguns dias, pelo que terei de ter um poiso onde descansar
se tiver disponibilidade para me elucidar quanto a certas questoes entre em contacto comigo atraves do email travalo@gmail.com

Obrigado
Valeu

poemas dijo... | 12 de abril de 2011, 12:17

Uma vez infante sempre infante, pois pra nós missão dada é missão cumprida. Infantaria Seeelllllvvvvvaaaaaa

ze dijo... | 5 de enero de 2012, 9:04

Não entendo esse povinho descendo o pau em você..no seu blog. Ta na cara que esses caras não passam nem em exame de vista, porque sequer sabem ler. Avisa eles, ou grifa, para os manés lerem que você desistiu antes de entrar para a legião. não se tornou legionário. E se fossem soldados como dizem ser, não falariam tanta asneiras, parecendo mais um bando de revoltado, recalcado e frustado. Se esses revoltados que se abriram aqui estiveram realmente no exercito brasileiro, como dizem.. é uma pena, e foi apenas pelo serviçi orbigatório e agora se acham soldados.

Anónimo dijo... | 17 de enero de 2012, 9:34

Otima materia!
Você é realmente um infante "maldito", não desisti de seus sonhos.

Infantaria Caatinga

Anónimo dijo... | 8 de junio de 2012, 10:58

Amigo Mochileiro, te digo que vc fez a coisa certa, eu estive lá, e não é nossa luta.

Onde vc serviu como fuzileiro não era o inferno, era o céu.

Abraços.